Ao aceitar o desafio de Daniela Mercury para fazer campanha contra Bolsonaro, a rainha do funk passou a ser odiada

A cantora Anitta parece ter se metido em uma confusão dos diabos ao se posionar politicamente nessa eleição. 

Quem entra no YouTube e procura os vídeos dos patrocinadores da funkeira vai ver que a maioria está com mais dislikes, aquela mãozinha com o polegar virado para baixo, do que com curtidas dos clipes.

Anitta foi parar no olho do furacão com os internautas depois que aceitou um desafio de outra cantora famosa. Declaradamente crítica do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, a baiana Daniela Mercury tem feito campanha abertamente contra o político. Para envolver mais gente famosa nessa cruzada, Mercury convocou Anitta em um vídeo para fazer o mesmo.

“Estou aqui para convidar todas as mulheres brasileiras para irem às ruas no dia 29 de setembro no movimento #EleNão. Ele não porque é machista, ele não porque é homofóbico, ele não porque é racista, ele não porque é um atraso para nossa democracia. E eu gostaria de desafiar minha amiga Anitta para apoiar o movimento #EleNão. Vamos Anitta?”, disse Daniela no vídeo publicado em sua conta.

A "poderosa" topou e correu para gravar um depoimento também.

O detalhe é que antes de fazer o vídeo, Anitta vinha seguindo algumas páginas a favor de Bolsonaro em redes sociais. Meio sem graça ela se explicou no vt:

“Eu quero aproveitar essa oportunidade para deixar claro de uma vez por todas, se ainda não ficou, que eu não apoio o candidato Bolsonaro”.

No final, a rainha do funk estendeu o desafio lançado por Daniela para mais três amigas, Preta Gil e as baianas Ivete Sangalo e Claudia Leite. 

"Como eu sou a favor da democracia, eu apoio, sim, o uso da hashtag #EleNão. E quero desafiar pra essa campanha Ivete Sangalo, Claudia Leite e Preta Gil”.

A filha de Gilberto Gil, parecendo disposta, topou e mandou a mensagem dela: "Não tem como eu apoiar um candidato que fez agressões gratuitas, calúnias e difamações a mim, a minha família e a tantos outros”. 

Preta Gil até que não "apanhou" tanto dos fãs do Capitão Bolsonaro. Mas Anitta, definitivamente, está vivendo dias no “olho do furacão”. 

Para desviar o foco, ou não, essa semana, a rainha do funk aproveitou um ensaio para um periódico do México e se deixou ser fotografada usando um maiô cavado e de topless. Com salto alto, Anitta exibiu as pernas e o bumbum deixando os fãs em êxtase. 

                                                  Anitta se mete na política e vira alvo dos internautas

Mas nem assim os eleitores de Jair Bolsonaro deram trégua. Na quinta-feira, dia 27 à noite, só o tal vídeo contestando o candidato já tinha mais de 850 mil dislikes, enquanto apenas 20 mil concordavam com ela.

A cantora ficou sem apoio até de aliados. Pelo menos um de seus patrocinadores, uma companhia de telefonia celular, parece ter preferido se afastar dessa “guerra” já que seus vídeos sumiram do canal. 

Anitta só perde em "reprovação" para Daniela Mercury, que está insuperável com 1 milhão, 170 mil sinais de reprovação no vídeo em que chama os eleitores para ir às ruas no dia 29 de setembro. 

Ah, sobre as outras duas cantoras desafiadas por Anitta, até agora, elas se decidiram pelo silêncio. Cláudia Leite e Ivete Sangalo, por enquanto, estão só vendo a banda passar. As duas deixaram para colocar a boca no trombone só nos palcos e sem tocar em política. 

Resta saber se foi apenas uma opção delas para evitar fogo cruzado com os internautas ou o se velho ditado falou mais alto: em boca fechada, não entra mosquito.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Anitta se mete na política e vira alvo dos internautas

Enviando Comentário Fechar :/