Dom Rubén Darío Jaramillo Montoya acredita que Buenaventura sofre por uma infestação do diabo
Bispo vai usar helicóptero para jogar água benta em cidade dominada pelo demônio

O município colombiano do departamento de Valle del Cauca fica nas margens do Pacífico. A cidade é praticamente dividida em duas partes A mais desenvolvida está encravada na ilha de Cascajal. O restante de Buenaventura é quase todo de terras rurais. A população local gira em torno de 430 mil habitantes. O que torna a cidade movimentada é um porto, considerado o mais importante do país e responsável por 60% de todas as importações e exportações.

 

Bispo vai usar helicóptero para jogar água benta em cidade dominada pelo demônio

 

Se boa parte da economia da Colômbia entra e sai por Buenaventura, é também pelos navios que partem clandestinamente do cais uma quantidade enorme de cocaína, embarcada para a América do Norte e Europa. Por isso, o porto local é considerado o centro do comércio de drogas no país.

E se onde há tráfico a violência impera, não é de se estranhar que Buenaventura venha sendo palco de muitos crimes. Só esse ano aconteceram 51 assassinatos entre janeiro e maio, o que representou um aumento de 20 mortes em relação ao mesmo período de 2018.

Além da violência, a população padece também com a qualidade de vida. Estimativas apontam que 80% vivem na pobreza e 41% em condições miseráveis, segundo o DANE (Departamento Administrativo Nacional de Estatísticas). Para tornar o quadro degradante ainda mais assustador, 60% da população só tem água oito horas a cada dois dias e 40% dos cidadãos não têm serviço de esgoto. O desemprego é superior a 65%.

Nos últimos dias mais um caso chocou os moradores de Buenaventura. Uma menina de 10 anos foi torturada e assassinada pelo próprio tio, em uma favela de palafitas.

Foi a gota d’água para o bispo Rubén Darío Jaramillo Montoya, de 52 anos, tomar a decisão de espargir toda a cidade. A data escolhida foi o próximo final de semana. Com a ajuda da Marinha Nacional ele vai usar um helicóptero "exorcista" para realizar a operação de guerra contra o demônio. A aeronave foi cedida pelo Exército. No sábado, dia 13, e no domingo, dia 14, Buenaventura vai tomar um banho de água benta para se livrar da "infestação demoníaca" e salvá-la da perdição, conforme explica o bispo.

"Temos que expulsar o demônio de Buenaventura, para recuperar a paz e a tranquilidade que a nossa cidade perdeu para o crime, a corrupção e o tráfico de drogas, que estão invadindo o nosso porto", afirmou dom Rubén à rádio Caracol. "Vamos voar sobre toda Buenaventura e despejar água benta a fim de exorcizar a cidade e mandar embora os demônios que estão destruindo o nosso porto", finalizou o religioso.

Os dois dias de exorcismo farão parte da festa de São Boaventura, tradicional na Diocese colombiana e que leva o mesmo nome do santo Franciscano.

 

Números já foram piores

 

Os sobrevoos com a água benta não serão os primeiros esforços para conter a violência em Buenaventura. Em 2010, a taxa de homicídios na cidade foi de 175,2 mortos por 100.000 habitantes. Os grupos paramilitares rivais "Los Urabeños" e "La Empresa", que controlavam o contrabando com tráfico de drogas e armas, foram responsabilizados por inúmeros abusos como sequestro, estupro, assassinato e esquartejamento de corpos.

Para combater a criminalidade, o governo colombiano montou uma unidade de forças especiais da marinha na pior região da cidade. Dois mil e quatrocentos homens das Forças Armadas foram enviados para combater as gangues em Buenaventura.

 

Bispo vai usar helicóptero para jogar água benta em cidade dominada pelo demônio

 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Bispo vai usar helicóptero para jogar água benta em cidade dominada pelo demônio

Enviando Comentário Fechar :/