A pesquisa anual de confiabilidade do Ibope mostra um crescimento cada vez maior na Corporação Militar
Brasileiro confia mais no Corpo de Bombeiros do que na própria família

Uma vez por ano o Instituto Brasileiro de Opinião e Estatística divulga uma pesquisa que mostra o nível de confiança dos brasileiros nas nossas instituições e grupos sociais, chamada de Índice de Confiança Social (ICS). A mais recente saiu na segunda semana de agosto.

A confirmação de que o Corpo de Bombeiros permanece em primeiro lugar não foi uma novidade. A instituição já vinha liderando a pesquisa há dois anos, e depois da atuação dos militares no rompimento da barragem de Brumadinho esperava-se um crescimento ainda maior.

Os dados do Ibope confirmaram essa tendência. Em 2018, o Corpo de Bombeiros aparecia com 82 pontos de aprovação. Na nova pesquisa saltou para 88 pontos. Entre as instituições avaliadas, em segundo lugar está a Polícia Federal, que teve um crescimento expressivo. Saiu de 65 pontos no ano passado para 72 pontos em 2019.

Entre as pessoas e grupos sociais, o Ibope pesquisa o índice nas categorias "Família", "Seus Amigos", "Seus Vizinhos" e "Brasileiros em Geral". Desde que o estudo vem sendo realizado há 11 anos, a Família sempre apareceu em primeiro lugar, oscilando de 82 a 91 pontos.

Mas, se compararmos os dois quadros - "Instituições" e "Pessoas e Grupos Sociais" - o Corpo de Bombeiros é o campeão em confiança. Para o porta-voz do CBMMG, Tenente Pedro Aihara, a explicação está na postura da instituição. "O importante não é só fazer um atendimento bom do ponto de vista técnico, mas também levar acolhimento, dignidade, respeito à essas pessoas. Eu acho que são esses valores que acabam construindo uma relação de confiança, e é essa confiança da população que se reflete na pesquisa", explicou Aihara.

Para o representante do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, que ficou conhecido durante a tragédia em Brumadinho, a cada ano a confiança da sociedade na Corporação só aumenta a responsabilidade dos militares. "Quanto mais a população confia na gente, maior responsabilidade e maior necessidade de continuarmos treinando, nos esforçando, nos dedicando para que sejamos dignos da confiança. O sentimento do Corpo de Bombeiros nesse momento é de gratidão e de muita responsabilidade, muita humildade. Que isso jamais nos envaideça, que não nos deixe de lembrar do compromisso e da responsabilidade que a gente tem com a população", finalizou o porta-voz.

 

Brasileiro confia mais no Corpo de Bombeiros do que na própria família O porta-voz Tenente Pedro Aihara


A montanha russa da Presidência da República

 

Outro fato que chamou a atenção na pesquisa foi a recuperação da imagem da Presidência da República. Há um ano, apenas 13% dos entrevistados diziam que confiavam no Presidente Michel Temer. Com Jair Bolsonaro, o índice subiu para 48 pontos. O crescimento de 35% foi o maior entre todas as instituições perguntadas. Mas o Presidente eleito pelo PSL ainda não é o recordista da pesquisa do Ibope. Até hoje, o que apareceu com o maior índice foi o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com 69% em 2010. Lula ainda alcançou 66% em 2009.

A ex-Presidente Dilma Rousseff também foi avaliada de forma bem positiva nos quatro primeiros anos de seu governo, de 2011 a 2014, com 60%, 63%, 42% e 44%, respectivamente. O declínio da petista começou em 2015, quando Dilma despencou para 22%.

O Governo Federal também apresentou melhora, com um aumento de 25 pontos, pulando de 25 na penúltima pesquisa para 50 pontos na atual.

Se você ficou curioso para saber quem hoje tem o pior índice de credibilidade, a resposta é: Partidos Políticos. A confiança nas legendas partidárias está em apenas 27%. Isso graças a um aumento de 11% em relação à pesquisa do ano passado. O Congresso Nacional, com 34%, amarga a penúltima colocação no ranking, atrás do Governo da cidade onde mora, com 44%. Sindicatos e Sistema Público de Saúde aparecem com 45%.

O Índice de Confiança Social (ICS) é medido, anualmente, pelo IBOPE, no mês de julho desde 2009. A escala de avaliação vai de 0 a 100. Esse ano a pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 15 de julho, com 2.002 pessoas a partir de 16 anos, em 144 municípios do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, sobre os resultados encontrados no total da amostra.

 

Brasileiro confia mais no Corpo de Bombeiros do que na própria família

 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Brasileiro confia mais no Corpo de Bombeiros do que na própria família

Enviando Comentário Fechar :/