Uma cientista na Indonésia cuidava de um crocodilo. O bichão tinha mais de 5 metros de comprimento. Durante o almoço ele escalou uma parede e devorou a mulher
Crocodilo devora uma cientista enquanto era alimentado

A história bizarra aconteceu na última sexta-feira. Deasy Tuwo, de 44 anos, estava alimentando o crocodilo que eles tinham apelidado de Merry. O bicho estava preso em um cercado com uma mureta com dois metros e meio de altura, que fica no na instalação de conservação CV Yosiki Laboratory.

Merry é considerado um crocodilo de natureza agressiva. No cativeiro ele já havia devorado outro crocodilo menor, com quem dividia o lago.

 

                   Crocodilo devora uma cientista enquanto era alimentado

 

A pesquisadora Deasy Tuwo teria sido arrastada para dentro do recinto enquanto jogava carne na piscina durante o horário de alimentação do animal.

Os funcionários da instalação só notaram que algo estava errado quando repararam uma "forma estranha" na água e perceberam que se tratava do corpo da pesquisadora.

Os colegas do parque acreditam que o crocodilo tenha ficado em pé, em suas patas traseiras, e conseguido pular o muro de cerca de 2,5 metros de altura, antes de arrastar a mulher para dentro da piscina.

Colegas da cientista notaram pouco depois que Merry apresentava uma silhueta incomum. Ao se aproximar do réptil, eles notaram que o crocodilo tinha partes do corpo de Deasy na boca.

Um dos colegas de Tuwo, Erling Rumengan, 37 anos, disse ter ficado chocado ao descobrir seu corpo quando chegou ao laboratório na manhã de sexta-feira.

"Ficamos curiosos quando olhamos para a piscina de crocodilos, havia um objeto flutuante, era o corpo de Deasy", disse ele ao jornal local Tribun Manado .

"Nós estávamos com medo de tocá-lo", relatou na delegacia o incidente.

Outro trabalhador de laboratório, Nasran, que, como muitos indonésios, tem apenas um nome, descreveu Tuwo como uma pessoa "tranquila" e "meticulosa".

Ele expressou confusão sobre como a experiente cientista, que muitas vezes permitira que seu filho a acompanhasse enquanto alimentava os crocodilos, havia sido vítima de tal acidente.

 

      Crocodilo devora uma cientista enquanto era alimentado

 

Acredita-se que Merry não tenha comido todo o corpo porque já estava com o estômago cheio por ter devorado o crocodilo menor.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi ao local para recuperar o cadáver mutilado de Deasy, mas as equipes de resgate tiveram muita dificuldade para retirar o corpo de Tuwo, pois, o crocodilo se debatia muito toda vez que eles tentavam se aproximar do cadáver na água.  

 

  Crocodilo devora uma cientista enquanto era alimentado

 

Merry finalmente foi resgatado nesta segunda-feira na cidade de Tomohon. A operação exigiu o esforço de 20 homens, incluindo o Exército, e durou cerca de três horas. O crocodilo será enviado a um laboratório para a realização de testes. Depois ele será levado a um centro de resgate da vida selvagem no distrito de Bitung, ao norte da Indonésia. Enquanto isso, a polícia tenta rastrear um empresário japonês que pode ser seu dono.

Raswin Sirait, chefe de polícia de Tomohon, disse: "Ainda estamos procurando o dono do crocodilo, acho que ele deve reconhecer esse acidente horrível, mas não o vimos nem sabemos onde ele está. Nós precisamos saber se ele está legalmente autorizado a possuir crocodilo e outros aquários caros em sua companhia, e se ele não tiver permissão ele será preso", acrescentou Sirait.

O centro de pesquisas de Sulawesi fica no norte da Indonésia.

 

   Crocodilo devora uma cientista enquanto era alimentado

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Crocodilo devora uma cientista enquanto era alimentado

Já temos 5 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Nize TORRES FALCI

Nize TORRES FALCI

Insano manter um animal feroz assim em cativeiro. Qual é o problema com os animais domésticos?
★★★★★DIA 25.07.19 02h09RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
José Brasil

José Brasil

Bom dia. Sim! óbvio.
Contudo, não se falou do habitat diverso que causa reações diversa de um animal. reação diversa para nós que vivemos e produzimos nosso habitat. os animais irracionais têm reações súbitas, de seu habitat.
Abraço
★★★★★DIA 18.01.19 13h52RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

José, fico me perguntando o que leva um senhor querer criar em cativeiro um animal como um jacaré. Esses bichos foram feitos para viver em seu habitat natural, onde a luta para a sobrevivência é feroz. Quando a humanidade inverte processos naturais dá nisso. É um prazer ter você por aqui. Grande abraço.  

★★★★★DIA 18.01.19 14h48RESPONDER
Nize TORRES FALCI
Enviando Comentário Fechar :/
José Brasil

José Brasil

AHHH....ENTÃO A CULPA É DO ANIMAL....SEI!!!!
★★★★★DIA 17.01.19 12h08RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Boa tarde! O texto não tratou de culpa. Abraço.

★★★★★DIA 17.01.19 14h57RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/