O anúncio pela recompensa foi feito pelo próprio político no parlamento
Deputado iraniano oferece US$ 3 milhões para quem matar presidente Trump

Quem pensava que a trapalhada da queda do avião ucraniano iria sossegar os iranianos pode desistir. Os ânimos estão mais acirrados a cada dia no Golfo Pérsico. Nessa terça-feira, em um discurso no parlamento, diante de 290 companheiros de bancada, Ahmad Hamzeh disparou a ameaça.

Da mesma região do general Qassem Soleimani, morto em um ataque americano, o deputado ofereceu o prêmio milionário. "Daremos US$ 3 milhões (cerca de R$ 12,6 milhões) a quem matar Trump", disse Hamzeh.

No discurso inflamado, o parlamentar também atacou a teoria do presidente Donald Trump de que Soleimani precisava ser eliminado por estar arquitetando matar americanos. O político falou em tom desafiador.

"Suas embaixadas na região estão seguras? Se suas embaixadas estão planejando matar nosso povo inocente, podemos destruí-las?", provocou Hamzeh.

Por fim, Ahmad Hamzeh tentou ser ainda mais ameaçador ao se referir ao fim do acordo nuclear de 2015. "Se tivéssemos armas nucleares hoje, estaríamos imunes à ameaça? Deveríamos colocar na nossa agenda a produção de mísseis de longo alcance capazes de carregar ogivas, é o nosso direito natural", esbravejou o deputado.

Ahmad Hamzeh é um membro pouco conhecido do Majlis, o parlamento iraniano. O que se sabe é que ele representa o condado de Kahnuj, que fica na mesma província de Kerman, onde nasceu o comandante das Forças Quds.

Ahmad não deu detalhes de onde viria o dinheiro para o pagamento, apenas que se tratava de uma oferta do "povo de Kerman".

Na Conferência do Desarmamento, o embaixador americano Robert Wood disse ao jornal The New York Time que a ameaça era "ridícula". O diplomata afirmou ainda que o caso mostra as "bases terroristas" do regime iraniano.

Qassem Soleimani morreu no dia 3 de janeiro em um ataque com um drone americano na capital iraquiana.

As autoridades iranianas prometeram vingança pela morte do general, uma das figuras mais populares do Irã. Desde a morte do comandante, o sentimento antiamericano no país aumentou. Em fevereiro haverá eleições legislativas no país.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Deputado iraniano oferece US$ 3 milhões para quem matar presidente Trump

Enviando Comentário Fechar :/