O futebol parece cada vez mais longe dessa máxima. Os episódios recentes envolvendo grandes clubes mostram o quanto antigos conceitos foram parar na lata do lixo
Em boca fechada não entra mosquito

A confusão da vez envolve Flamengo e Cruzeiro. A nova diretoria do clube carioca cometeu vários pecados nessa história. O primeiro foi o de procurar um jogador com contrato em vigor ligado a outro clube. O decente seria antes os presidentes terem aberto conversa sobre a possibilidade de negociação. Mas essa não foi a única transação sem pé e sem cabeça do início da temporada. O Santos também está penando com o assédio em cima do Bruno Henrique. O que todos os precipitados dirigentes esquecem é que amanhã eles podem ser as vítimas de uma enrascada como essa. 

O segredo é a alma do negócio. Por mais novo que você seja, muito provavelmente já ouviu essa frase que anda caindo em desuso. 

Guardar a sete chaves o transcorrer de um negócio pode ser fundamental para o sucesso no desfecho. No futebol, quando um jogador vira cobiça de um clube, quem tem mais a ganhar, normalmente, é o atleta. 

Dificilmente você vai encontrar em jogador que almeja ir para outro clube para receber menos. A não ser que ele esteja se aproximando do fim de carreira e reconhece que está descendo de patamar. 

Esse tipo de situação é comum com aqueles que estão voltando do exterior. Tá escrito aí "comum", não regra. 

Ao reconhecerem que as pernas não obedecem mais as mesmas necessidades de esforços físicos, que estão começando a perder o vigor, o tempo certo para estar na jogada e a velocidade, alguns passam a fazer o caminho inverso. 

Foi assim até com os maiores gênios da bola. Pelé já tinha aposentado quando aceitou voltar a jogar em um país semi amador. Maradona bateu em retirada da Europa para defender o Newell's Old Boys. Zico fez o mesmo ao deixar a Udinese. Falcão ao se despedir da Roma. Fenômeno ao aceitar jogar no Corinthians. Ronaldinho Gaúcho quando veio para o Flamengo. 

E não tem nada de anti profissionalismo. É apenas uma questão de mercado e de exigência. Quem pode pagar mais quer estrelas no topo da carreira. 

Também é leviano falar que se trata de mercenários. Os clubes que recontratam não são ingênuos. Todos eles têm departamento de estatísticas que monitoram os jogadores do mundo todo.

As equipes de scout sabem quantos minutos cada atleta jogou em uma temporada, quantas vezes entrou em campo, deu assistência, marcou gols, levou cartões, sofreu lesões e o tempo de inatividade. 

Quem contrata sem considerar esses dados tá flertando com o perigo. E tem muitos que pagam para ver. 

Já que chegamos até aqui, vamos para a segunda parte: dirigentes e clubes. 

 

Quem ganha com o vazamento de informação

 

O transcorrer de uma negociação tem vários momentos. O primeiro é o do interesse. Depois vem as sondagens, antes de se iniciar para valer a abordagem. 

Enquanto o assunto é mantido em sigilo, a negociação transcorre em um determinado nível de expectativa. Se não der certo, o assunto morre sem causar constrangimentos. 

Quando vira público, dependendo do jogador, provoca um enorme grau de ansiedade. A torcida não vê a hora de ouvir o anúncio oficial da contratação. A imprensa passa a seguir o desenrolar dos detalhes com outro tipo de inquietação: quem vai ser o primeiro a divulgar o desfecho.   

É aí que o jogador entra no momento de extremo privilégio. Diante da pressão que é criada em cima de quem está tentando adquirir os direitos econômicos, o atleta fica à vontade para pedir quanto quiser. 

Por isso, muitos envolvidos no futebol provocam o vazamento das informações sobre o interesse de clubes. Quem mais sofre a partir daí é quem quer comprar. A conta pode ficar bem mais salgada. 

Mesmo que o negócio não seja concluído, quem não vende também pode pagar um preço caro. Um exemplo é o do cruzeirense Thiago Neves. Por dois anos consecutivos o jogador recebeu propostas. A última do Grêmio e, muito provavelmente, para ganhar mais. 

O clube mineiro não vendeu, mas chamou o TN30 nas duas vezes para reajustar o contrato (não estamos analisando o merecimento de aumentos, essa é outra discussão). 

Curiosamente, os mesmos clubes que penam com o vazamento também cometem o pecado do assédio ao cobiçar um jogador de outro time sem respeitar os princípios da ética. 

A nova diretoria do Flamengo chegou disposta a recuperar o prestígio do clube e se lançou desenfreada no mercado. Gabigol, Bruno Henrique, Dedé e Arrascaeta são alguns dos nomes que os novos gestores divulgaram sem nenhum receio. 

Hoje existe uma gigantesca expectativa da imensa torcida flamenguista pelas contratações que são fartamente badaladas na imprensa. Até aqui, só vingou Rodrigo Caio. 

No caso do uruguaio é ainda mais grave a forma como foi conduzido o interesse desde o primeiro momento. Ao invés da presidência do rubro negro perguntar ao Cruzeiro se Arrascaeta seria uma opção de venda, ela procurou antes o empresário do jogador e ofereceu um cofre lotado de dinheiro. 

Agora vamos imaginar o inverso. O que o senhor Rodolfo Landim estaria pensando se o poderoso Palmeiras tivesse ido ao Ninho do Urubu e enchido a cabeça do volante Cuellar ou do meia Éverton Ribeiro? 

O famoso ditado "não faça com o outro o que não quer que façam contigo" deveria estar na mesinha de cabeceira de todos. O que esses novos executivos da bola devem imaginar é que o futebol se parece com qualquer outra atividade profissional. Mas não é bem assim. 

No mundo empresarial é aceitável e normal que uma empresa convide o executivo de uma concorrente oferecendo salários maiores. A diferença fundamental é que no futebol quem detém o direito do atleta muitas vezes pagou caro para formar ou adquirir o jogador. A camisa do clube que ele veste também ajudou na valorização. 

Ao passar por cima de princípios como a ética, o afoito gestor carregará já no início de seu primeiro mandato a pecha de presidente "desrespeitador" 

Pior será para a imagem dele se nenhum dos desejados reforços desembarcar no Rio de Janeiro. 

A torcida do Flamengo, que tanto desejou a saída de Eduardo Bandeira de Melo, aguarda em Landim um executivo com ideias e decisões muito mais acertadas. Mas nos primeiro dias ele fez tudo diferente do que se esperava do novo presidente. 

 

Arrascaeta e o jogo sujo

 

A estratégia condenável do Flamengo contaminou ainda os miolos de Arrascaeta. Ao se impressionar com a proposta de transferência, o jogador e o empresário dele partiram para a radicalização junto ao Cruzeiro. 

Aí entrou em cena uma antiga artimanha do futebol. O que os gringos estão fazendo é criar uma situação para que fique insustentável a permanência do jogador no clube. 

Ao "brigar" com a diretoria e deixar a torcida magoada com o desejo de ir embora, o jogador (orientado pelo próprio staff) força para que o retorno dele a Toca se torne irreversível. Como é um ativo importante, o clube pode chegar a um momento de se render e afrouxar na negociação. 

Nada disso é novo no futebol. O estratagema da atual negociação já foi usado centenas de vezes. O que muitos esquecem é de que quem bate hoje pode ir à lona amanhã, apanhando da mesma forma. E vice-versa. 

 

* a foto da capa é Martin Bernnetti / AFP

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Em boca fechada não entra mosquito

Já temos 43 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Alexandre Gonçalves

Alexandre Gonçalves

Falar que isso ai é craque é brincar com coisa séria. A mídia é q vende isso ai a peso de ouro e não passa de simples Zé Ninguéns que ganham fortunas, claro, isso faz parte de todo o processo. Tiau e benção para esse meia boca ai. Empresários tb fazem a cabeça deles numa boa. O cara com 24 anos ganhar 3X mais ... ainda pensou até demais. Rodriguinho pode ter certeza vai dar muito certo por aqui do que esse q felizmente já se foi. Rodriguinho pela direita e TN30 pela esquerda, simples assim.
★★★★★DIA 23.01.19 12h32RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Alexande, bom dia! Desculpa a demora em responder, mas eu estava em viagem. A linguagem esportiva muitas vezes banaliza termos como "craque", além do mais, os "grandes talentos"estão cada vez mais raros. Arrascaeta é um jogador tecnicamente muito bom, que peca pela falta de regularidade. Veja que ele foi escolhido pra ser o camisa 10 da seleção do Uruguai na Copa da Rússia e, simplesmente, não brilhou. Rodriguinho também é um bom jogador. O tempo vai dizer qual dos dois times mandou melhor nessa história. Volte sempre ao nosso blog. Abraço.

★★★★★DIA 24.01.19 08h43RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Eli Ferreira

Eli Ferreira

Sou cruzeirense e fiquei muito chateado com a saída do Arrascaeta no primeiro momento. Agora acho que ele deve sair mesmo. Atitude precipitada, desrespeitosa e arrogante dele e do empresário dele. Vai fazer falta. Não há um jogador no futebol brasileiro com as características dele. Não conseguiremos substitui-lo a curto prazo. Diante de tudo o que aconteceu, só tenho uma colocação para o Arrascaeta: "Já vai tarde"!
★★★★★DIA 08.01.19 23h31RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Eli, é sempre frustrante quando as relações caminham para desfechos comobesse. Com o Ábila foi bem parecido. Grande abraço. 

★★★★★DIA 09.01.19 08h22RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Eli Ferreira

Eli Ferreira

Parabéns pela serenidade e objetividade em suas colocações. Faltou ética, respeito e profissionalismo. nesse episódio do Arrascaeta. O futebol reflete uma sociedade que precisa refletir muito sobre esses valores.
Um abraço, Eli!
★★★★★DIA 08.01.19 23h12RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Eli, o ser humano anda muito individualista e deixando de lado a gratidão. Isso não é para todos, mas quem pensa assim se coloca mais importante do que a família e as instituições. Arrascaeta é um bom menino, mas pelo jeito mal orientado. Abraço. 

★★★★★DIA 09.01.19 08h26RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
João Antônio Ferraz ferraz

João Antônio Ferraz ferraz

Boa tarde Guilherme, parabéns pela coluna. Por favor pergunta para a diretoria do CABULOSO PORQUE o Cezinha foi emprestado para o Palmeiras e se o passe esta fixado.
★★★★★DIA 08.01.19 17h44RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Ferraz, boa tarde! Não trabalho mais no clube, mas se eu souber te falo. Grande abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 19h11RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
João Antônio Ferraz ferraz

João Antônio Ferraz ferraz

Na minha opinião o Cabuloso esta tranquilo se bater o pé so libera com a multa. Quanto menos falar melhor.
★★★★★DIA 08.01.19 17h38RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Todas as partes precisam ter responsabilidade e bom senso. Abraço.

★★★★★DIA 08.01.19 19h24RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Korbarn DK

Korbarn DK

Eu entendo que tem muito dinheiro envolvido, e não depende só do clube já que o atleta tem vários 'donos', mas o certo é fazer cumprir o contrato, bater o pé pela multa, e deixar o Arrascaeta mofar no ostracismo, treinando separado, trabalhando de gandula até o contrato acabar.
Mais do que dar uma lição no atleta, é afirmar a postura e soberania do clube no cenário internacional e mostrar via exemplo como os possíveis inspirados serão tratados caso escolham seguir os passos do detrator.
★★★★★DIA 08.01.19 17h06RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Korbarn, com serenidade e equilíbrio, acho que eles resolvem esse imbróglio. Abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 19h27RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Sérgio Luiz Oliveira

Sérgio Luiz Oliveira

Guilherme, Boa Tarde. Ótimo texto. Compactuo da sua opinião integralmente. Em relação ao Arrascaeta só tenho a dizer que ele passa o Cruzeiro não...... Vide tantos outros exemplos em vários clubes. Mas não poderia deixar de dizer o quanto o Flamengo e o dito "empresário" foram mau caráter com o Cruzeiro. Bola nas costas da Diretoria Azul. Mas vida que segue.......
★★★★★DIA 08.01.19 16h55RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Sérgio, obrigado pela consideração. No mínimo faltou respeito as pessoas que estão participando desse processo. Abraço.

★★★★★DIA 08.01.19 19h26RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Rodrigo Santos

Rodrigo Santos

Até quem fim um lugar com noticias boas e de fonte confiavel. Boa Mendes!
★★★★★DIA 08.01.19 16h29RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Valeu, Rodrigo. Volte sempre para visitar e ler o que a gente escreve para vocês. Abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 16h42RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Sergio Cunha

Sergio Cunha

Não pode um clube grande como o Cruzeiro se curvar ante um empresario inescrupuloso e uma imprensa partidária como a brasileira, quer levar que pague o que o clube quer, se não deixa treinando ate o contrato terminar.
★★★★★DIA 08.01.19 16h22RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Sérgio, um ativo como o Arrascaeta não deve ficar um longo tempo parado. O clube investiu alto na contratação. Uma solução será encontrada. Amigo, obrigado pela mensagem. Abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 16h44RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Marcos Nogueira

Marcos Nogueira

Acho que nenhum atleta é maior que o clube, eles passam o clube fica. Abraço.
★★★★★DIA 08.01.19 16h22RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Com certeza, Marcos. Grande abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 16h44RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
José Ávila

José Ávila

Guilherme, boa tarde.

Excelente texto, nesse caso o jogador foi fraco e deixou o procurado tomar as decisões por ele, esqueceu que o mundo dá volta, e a gente não pode sair fechando as portas.
Acho também que o Flamengo deveria ter procurado o Cruzeiro antes de iniciar a negociação com o jogador, faltou ética.
Saudações,
★★★★★DIA 08.01.19 16h06RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Ávila, acho que pensamos o mesmo. Infelizmente, hoje falta ética não só no futebol. Tomara que a sociedade aprenda com essas lições. Abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 16h46RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Luis Ventura

Luis Ventura

Difícil, Guilherme, difícil...
★★★★★DIA 08.01.19 17h40RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Mas vamos ter esperança. Abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 19h10RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
José Carlos

José Carlos

Boa tarde, Guilherme. Ele precisa tomar cuidado para essa euforia não transformá-lo em um Montillo. Trata-se de um jogador excepecional, mas, demorou tempo razoável até atingir esse estágio. Com o Paulo Henrique Ganso houve o mesmo problema. Enfim, a cobrança do Flamengo será astronômica, tanto quanto às cifras que o clube vai desembolsar para ter o jogador. Abraços!
★★★★★DIA 08.01.19 16h03RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

José Carlos, os jogadores sofrem muitas influências externas. Se fosse só o ambiente do clube era mais fácil administrar situações de desejos próprios. Mas não tenha dúvida que a roda gira. Abraço.

★★★★★DIA 08.01.19 16h47RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Alexandre Lima

Alexandre Lima

Acabou no futebol essa história de jogador amar o clube e respeita a torcida no qual ele representa, hoje tudo é dinheiro.
Tivemos o problema relacionado a Montijo, me lembro bem forçou a saída do cruzeiro e sumiu no futebol
Acho que o Cruzeiro deveria pagar o Flamengo com a mesma moeda, liberar o Arrascaeta com a condição de liberação do Weverton Ribeiro.

Abraço.

Alexandre
★★★★★DIA 08.01.19 15h59RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Obrigado por deixar seu comentário, Alexandre. As opiniões precisam ser respeitas. Abraço.

★★★★★DIA 08.01.19 16h41RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Bruna Andrade

Bruna Andrade

Bom dia! Entendo que o problema é que os atletas atormentam os clubes por contratos longos pois querem garantir o futuro deles, mas aí quando tem uma proposta como esta a postura muda completamente. Se assinou um contrato o mínimo é treinar, do contrário deveria caracterizar rompimento por parte do atleta e ele ter que pagar a multa ou parte dela. Acredito que os clubes deveriam colocar cláusulas específicas sobre este item. Abraço...
★★★★★DIA 08.01.19 13h12RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Bruna, os contratos preveem multas. Em momentos como esse os clubes precisam ter habilidade para não desvalorizar seu ativo. Letígimos tendem a terminar com a saída do jogador, mas de forma consensual e como o detentor dos direitos econômicos recebendo aquilo que entende ter direito. Abraço e venha sempre nos visitar. 

★★★★★DIA 08.01.19 13h57RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Rodrigo Couto

Rodrigo Couto

Nem sabia que vc tinha blog neste jornal , vou ter de parar de lê-lo !!
★★★★★DIA 08.01.19 12h21RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Que isso, meu amigo! Continue me prestigiando. Grande abraço.

★★★★★DIA 08.01.19 12h47RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Ricardo CEC

Ricardo CEC

Já vi o Dida e o Ronaldo saírem do Cruzeiro ...
O resto é Montillo .
Some daqui Arrascaeta
★★★★★DIA 08.01.19 11h46RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Ricardo, o futebol é assim no mundo todo. Lembra do Neymar nos episódios querendo deixar o Santos e depois o Barcelona? A questão não se resume a Cruzeiro e Arrascaeta. Grande abraço.  

★★★★★DIA 08.01.19 12h50RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Marco Túlio Santa Rosa

Marco Túlio Santa Rosa

Oi Guilherme.

Penso que essa selvageria comercial é vergonhosa e degradante para o ser humano, e que leva o que sobrou de seus valores e princípios, pois ética nessa área, já é difícil e rara mesmo. Onde estudaram essas pessoas? Em quais universidades? Tiveram família estruturada? Pensa-se no imediatismo das transações e esquecem que o preço a pagar a longo prazo é muito caro. Abraço.
★★★★★DIA 08.01.19 11h46RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Isso mesmo, Túlio! O futebol tem muitas faces que o torcedor não conhece. Mas é assim no mundo todo. Abraço.  

★★★★★DIA 08.01.19 12h52RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Bruno Araujo

Bruno Araujo

Muito diferente dos comentários do eixo.
★★★★★DIA 08.01.19 11h44RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Fala, Bruno! Obrigado por passar por aqui. Volte sempre. Abraço.

★★★★★DIA 08.01.19 12h51RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
César Gazzinelli

César Gazzinelli

Excelente, Guilherme!!! E o pior disso tudo é ter que ouvir a mídia de RJ e SP falar que não tem jeito, que o Cruzeiro terá que fazer o negócio de qualquer maneira, pois não há mais "clima" para que o Arrascaeta continue no time. Eles estão loucos pra ver o jogador mais valorizado do Brasil atualmente jogando no eixo, pois estão morrendo de dor de cotovelo. E ainda por cima tentam justificar a atitude do empresário com o fato de que o Cruzeiro é "mal pagador", possuindo dívidas com outros clubes e até na FIFA, quando uma coisa não tem nada a ver com a outra. Enfim, creio que o time celeste está certo e, possuindo os direitos federativos do atleta, coloca o preço que acha que é justo; e se o Flamengo quiser, que pague pra levá-lo. Quanto ao Arrascaeta, só tenho uma palavra: lamentável! Grande abraço.
★★★★★DIA 08.01.19 11h09RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

César, são várias questões nesse episódio, mas nada pode ser maior do que a ética e o respeito. É preciso, acima de tudo, que as pessoas se tratem com dignidade. Muito obrigado por acompanhar o blog. Grande abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 11h12RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

César, são várias questões nesse episódio, mas nada pode ser maior do que a ética e o respeito. É preciso, acima de tudo, que as pessoas se tratem com dignidade. Muito obrigado por acompanhar o blog. Grande abraço. 

★★★★★DIA 08.01.19 11h12RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Emílio Figueiredo

Emílio Figueiredo

Boa!!!
★★★★★DIA 08.01.19 10h46RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Obrigado pela leitura do blog, Emílio! Abraço.

★★★★★DIA 08.01.19 10h48RESPONDER
Emílio Figueiredo
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/