Foi o primeiro registro fatal no Reino Unido
Famosa youtuber inglesa morre em acidente com patinete elétrico

Emily Hartridge ficou famosa no Reino Unido há sete anos, quando publicou um vídeo com o título "10 razões pelas quais eu desejei ter 12 anos de novo". Milhões de pessoas visualizaram a gravação. Deu tanta repercussão que ela decidiu investir em um canal próprio no YouTube.

Quase todos os vídeos que a influncienciadora digital produzia e postava iniciava com uma frase que ficou famosa: "Ten reasons why..."

"As dez razões pelas quais" se multiplicaram por muitas outras. Emily passou a falar sobre comportamento humano. O material dela abordava temas como sexo, relacionamentos, amor, gênero e vida moderna. A inglesa expôs também a vida pessoal e revelou detalhes sobre sua sexualidade, saúde mental e a decisão de congelar seus óvulos.

Os vídeos viraram uma série. Em apenas um mês alcançaram três milhões de visualizações.

O que parece ter conquistado um grande público foi o jeito autêntico e uma maneira cômica que ela encontrou para tocar em assuntos dos tempos atuais.

Emily ainda dava dicas de exercícios físicos e vida saudável.

O sucesso fez a youtuber ganhar um programa de televisão no canal Channel 4. Ela entrevistou atores como Eddie Redmayne e Hugh Jackman e virou uma celebridade no Reino Unido.

Mas era com o canal no YouTube que Hartridge faturava alto. Atualmente, o "Emily Hart" tinha 348 mil inscritos. O vídeo mais popular, "Os cachorros são melhores que os homens ... 10 razões pelas quais", tem mais de 22 milhões de acessos.

Por cada postagem na plataforma de imagens ela recebia entre US$ 700 e US$ 1.250 (de R$ 2.600 a R$ 4.600). Emily publicou 568 vídeos desde 2012. Anualmente, a influencer embolsava em média US$ 50 mil, em torno de R$ 187 mil, só com a monetização dos vídeos.

A personalidade do YouTube faturava ainda com conteúdo patrocinado e promoções pagas. Os episódios que ela produzia também costumavam ir ao ar em plataformas como Daily Mail e The Huffington Post.

A rede social era outra fonte de renda. No Instagram, Hartridge tinha mais de 56 milhões de seguidores.

O sucesso fez Emily formar um patrimônio estimado em US$ 500 mil.

No dia 25 de maio ela completou 35 anos. A influenciadora digital parecia estar em um mundo de sonhos. Recentemente, anunciou que tinha planos de se casar. Seu público curtiu a notícia.

A paixão da personalidade britânica era Jacob Hazell, um personal training e também youtuber, conhecido nas redes como Jake Hazell. Os dois começaram a namorar em novembro do ano passado. No mês passado eles se mudaram para o mesmo endereço em Londres.

No sábado, dia 13 de julho, Emily Hartridge faria um encontro de saúde mental para mulheres no Green Park. O evento tinha recebido o nome de Brain Buddies (cérebro amigo).

 

A morte

 

A notícia do trágico acidente foi dado pela família de Emily através da conta dela no Instagram. O texto diz o seguinte:

"Olá a todos. Esta é uma coisa horrível a se dizer pelo Instagram, mas sabemos que muitos de vocês estavam esperando ver Emily hoje, e esta é a única maneira de contatar todos de uma vez. Emily se envolveu em um acidente ontem [sexta-feira] e faleceu. Todos nós a amamos muito, e ela nunca será esquecida. Ela tocou tantas vidas, que é difícil imaginar as coisas sem ela. Ela era uma pessoa muito especial".

 

      Famosa youtuber inglesa morre em acidente com patinete elétrico

 

Na manhã da última sexta-feira (12/07), Hartridge seguia pelas ruas do bairro residencial de Battersea, em Londres. Na rotatória conhecida como Queen's Circus, perto do zoológico Park Children's, ela se chocou com um caminhão pouco depois das 8h30.

Os jornais The Guardian e Independent noticiaram apenas que ela teria morrido no local, sem revelar mais detalhes. A polícia iniciou uma investigação na cena do acidente, que tem sido alvo de muita reclamação dos londrinos desde que a rotatória foi redesenhada em 2015, para manter os ciclistas separados do tráfego de carros.

O novo layout é considerado confuso. No ano passado, um ciclista morreu ao ser atropelado por um caminhão no mesmo lugar.

No Reino Unido os patinetes elétricos são proibidos de circular, porém, são liberados em espaços privados.

As autoridades inglesas prometeram que vão estudar a legislação. O Departamento de Transportes já cogita reavaliar as restrições. As empresas que vendem ou alugam os patinetes terão que informar aos usuários os detalhes da lei para quem se locomove nesse tipo de condução.

É cada vez maior o número de pessoas que têm usado o novo meio de transporte nas cidades do país. Os patinetes podem atingir velocidades superiores a 30 km/h.

Na Europa já foram registrados acidentes parecidos na Suécia e na França. No mês passado um homem de 25 anos morreu em Paris.

A personal que ganhou fama na internet, agora também será lembrada por outro triste fato. Emily foi a primeira pessoa que morreu no Reino Unido em consequência de acidente com patinete elétricos.

 

Famosa youtuber inglesa morre em acidente com patinete elétrico 

 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Famosa youtuber inglesa morre em acidente com patinete elétrico

Enviando Comentário Fechar :/