Esse pode dizer que ganhou uma segunda chance na vida
O homem que caiu dentro do vulcão Kilauea no Havaí e não morreu

O Havaí é conhecido por suas belezas naturais, cenário de vários filmes e roteiro de turistas do mundo inteiro. Mas na principal ilha do arquipélago existem cinco vulcões e o Kilauea é o mais temido.

A primeira erupção que se tem notícia oficial teria acontecido em 1983. Em uma das encostas, no cone conhecido como "Puu oo", o fenômeno acontece sem parar há 36 anos.

No dia 3 de maio do ano passado o vulcão teve um de seus momentos mais assustadores com erupções explosivas. Lavas começaram a jorrar com cinzas que alcançaram 9 mil metros de altura. No dia seguinte a ilha foi sacudida com um forte terremoto de magnitude 6,9 pontos. Foi o maior a atingir o Havaí desde 1975.

Mais de 2 mil pessoas precisaram se evacuadas e 600 casas acabaram destruídas pelas lavas.

Segundo os cientistas, atualmente o Kilauea é o vulcão mais ativo do mundo por ser geologicamente considerado jovem.

Há tempos essa ameaça aos moradores do local desperta também a curiosidade de muita gente. Desde 1840, a montanha é visitada como uma atração turística no Parque Nacional de Vulcões do Havaí.

Atualmente, o Kilauea é o que recebe o maior número de turista em todo o mundo. Todos os anos dois milhões e seiscentas mil pessoas se deslocam até o Havaí para ver de perto esse gigante. Muitos vulcanólogos que vão conhecê-lo acreditam que se trata de uma fonte inestimável de estudo.

O problema é que algumas pessoas já foram muito além do que deveriam ao se aproximar das crateras. A direção do parque se viu obrigada a criar regras e instalar barreiras para impor limites de segurança aos corajosos. Hoje existem grades de proteção em vários pontos.

Mesmo assim, de vez em quando alguns destemidos avançam as áreas de bloqueio e se dão mal. A última ousadia fatal ocorreu em outubro de 2017. Em junho do ano passado outro abusado se machucou em uma queda. Foi preciso uma super operação para resgatar o aventureiro. Até um drone teve que ser usado por uma equipe de cientistas para salvar o civil.

Na semana passada, um militar que estava no local realizando uma missão de treinamento não obedeceu aos avisos e as restrições das barreiras no miradouro de Steaming Bluff. Ele se aproximou de forma imprudente da extremidade de um penhasco com 90 metros de altura para fazer uma foto.

O soldado, que tem 30 anos e integra o Quartel de Schofield, em Oahu, acabou despencando dentro da cratera conhecida como Halemaumau ao perder o equilíbrio.

Uma pessoa testemunhou o acidente e avisou as autoridades. Ela disse que o homem escorregou. Já os bombeiros acreditam que uma parte do terreno tenha desmoronado com o peso. No relatório a segurança do parque escreveu que o "chão embaixo dele aparentemente cedeu".

O certo é que a queda de 21 metros custou caro. Só duas horas e meia depois, bastante machucado, mas ainda vivo o militar foi encontrado.

A equipe de resgate teve muito trabalho para retirar o homem de dentro da cratera.

Matthias Kusch, chefe do batalhão do Corpo de Bombeiros do Havaí, disse que eles necessitaram fazer rapel usando várias cordas. O homem foi amarrado a uma maca para ser içado e depois levado de helicóptero para o hospital às 21:40.

Em um comunicado, as equipe do parque e os bombeiros relataram que "completaram com sucesso uma extração de alto ângulo usando cordas e, com o apoio de um helicóptero do Departamento de Defesa, o homem foi levado para o Centro Médico Hilo para atendimento urgente".

Os médicos disseram ainda que o militar estava gravemente ferido, mas sua condição era "estável" no dia seguinte.

"Os visitantes jamais devem ultrapassar as barreiras de segurança, especialmente em torno das bordas perigosas e desestabilizadas que são bastante instáveis. Cruzar esta linha pode resultar em lesões sérias e até mesmo matar", afirmou o delegado John Broward.

Em havaiano, a palavra "kilauea" significa "cuspindo" ou "espalhado".

Veja também

Olá, deixe seu comentário para O homem que caiu dentro do vulcão Kilauea no Havaí e não morreu

Enviando Comentário Fechar :/