Essa é uma iniciativa que poderia ser seguida por milhares de cidades no mundo todo
Irlanda transforma moradores de rua em guias turísticos

Não precisa nem se aprofundar muito em leitura de artigos específicos sobre o tema para se constatar um dos mais graves problemas sociais do mundo. As ruas das grandes cidades estão apinhadas de sem-teto.

Em Nova Iorque mais de 70 mil pessoas perambulam pela metrópole sem ter onde morar. Na França o número estimado é de cerca de 150 mil.

O Brasil não foge à regra. Em São Paulo, os assistentes sociais falam em 105 mil moradores. Belo Horizonte também tem vivido um crescimento assustador do problema. Segundo levantamento realizado pela PBH, a capital mineira tem hoje mais de 4 500 pessoas desabrigadas.

Mas como lidar com a situação, ajudando a gigantesca população de miseráveis ter uma vida mais digna? Da Irlanda vem uma bela iniciativa que pode ser replicada em muitos lugares.

Quem teve a ideia foi um estudante universitário chamado Tom Austin. Ele já participava de diversos trabalhos sociais, e observando experiências similares em outras cidades europeias, o irlandês
criou o projeto do guia turístico em Dublin, batizado de Secret Street Tours.

O primeiro passo foi convocar moradores de rua para fazer as viagens guiadas. Depois os candidatos passaram por um treinamento. A experiência começou a ser posta em prática no mês passado.

Derek McGuire, um dos peregrinadores das ruas de Dublin, foi o estreante do projeto. Durante a turnê que faz com os turistas pela cidade, o guia dá dicas também de como se manter seguro, esconder bens e se misturar com a multidão.

O passeio tem duração de 90 minutos e custa 10 euros, quase 50 reais.

"Esse projeto me deu propósito e me conectou novamente à cidade e aos seus problemas sociais. Não é somente pelos tours. Eu encontrei um mentor que me ajuda a sair da jornada da rua, portanto, é uma rede de apoio também. Precisamos ter certeza que as pessoas que saem dessa situação tenham bem-estar e é sobre isso que esse projeto é, no fim das contas", explicou Derek ao jornal The Irish Times.

Durante o trajeto de um quilômetro e trezentos metros, o guia mostra o conhecimento que adquiriu ao vagar pela cidade e as áreas onde dormiu por dois anos.

"Eu era invisível. Eu podia tomar banho, eu podia fazer o que fosse. Ainda assim, ninguém olhava duas vezes para mim. Eu passava o tempo inteiro pensando como eu iria sobreviver àquilo", completou o guia.

Derek McGuire se tornou um morador de rua em 2014, quando perdeu a casa dele. Ele chegou a morar em cinco abrigos para sem-teto.

 

Irlanda transforma moradores de rua em guias turísticos

 

Dublin e a crise de moradias

 

Desde 2011, a capital irlandesa tem enfrentado uma crise de falta de moradias, agravada com a escassez de construção de novas residências, enquanto a população não para de aumentar. O que estaria impulsionado o crescimento da cidade é um movimento de tecnologia, responsável pelo surgimento de cafés modernos, de implantação de empresas e instalação de escritórios como do Facebook e do Google.

O processo desencadeou uma explosão no preço dos aluguéis. Sem ter como pagar para morar nas residenciais locais, milhares de cidadãos foram se alojar nas ruas.

Hoje, dez mil pessoas estão vivendo desabrigadas no país.

A iniciativa do universitário Tom Austin tem o objetivo de transformar a capital e alertar sobre os problemas sociais. O idealizador do projeto costuma dizer que além de propor uma experiência turística diferente, o Secret Street Tour quer aproveitar os passeios pelos bairros para sensibilizar as pessoas sobre a desigualdade de renda, dificuldade da vida de moradores de rua e problemas do sistema de bem-estar social irlandês.

Tom Austin explica ainda que se inspirou em excursões temáticas de pessoas sem-teto em Manchester, Londres, Viena e outras cidades. Ele espera que os desalojados possam ter agora uma fonte de renda adicional, e com seu conhecimento sobre a cidade consigam se reintegrar à sociedade.

A ideia de Tom foi abraçada pelos amigos Pierce Dargan e Gareth Downey. Juntos, os três conseguiram o apoio da Dublin Simon Community, uma organização sem fins lucrativos, que recrutou Derek McGuire para ser o primeiro guia do plano.

O programa agora vai escolher mais guias e se expandir para outras partes da capital.

 

Irlanda transforma moradores de rua em guias turísticos

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Irlanda transforma moradores de rua em guias turísticos

Enviando Comentário Fechar :/