Michal Prasek manteve o bicho em cativeiro durante três anos

O fim da história de apego pelos animais foi triste para o tcheco Prasek. Apaixonado por leões, ele levou para casa um macho e depois uma fêmea. Segundo contam os vizinhos, Michal queria que o casal de felinos tivesse filhotes. Não deu certo. Depois que o leão matou o dono, a polícia foi chamada e não viu outra saída que não fosse abater o animal. A fêmea estava prenha e também foi morta a tiros.

Na República Tcheca é comum você encontrar pessoas criando animais selvagens em cativeiro. O país tem cerca de 11 milhões de habitantes, uma população menor que a da cidade de São Paulo, mas em um território com pouco menos de 80 mil quilômetros quadrados existem vários criadouros privados de leões, pumas, tigres e leopardos, de acordo o Ministério de Meio Ambiente.

Michal Prasek morava em Zdechov, a cerca de 350 quilômetros da capital Praga, e tinha decidido ter uma criação própria. Primeiro ele comprou o leão na Eslováquia em 2016. Um ano depois adquiriu uma fêmea, pensando na reprodução dos bichos.

A residência dos Prasek fica nos arredores da cidade (veja o vídeo no topo da página). Quando o macho foi para a casa de Michal ele já tinha seis anos. A leoa chegou com dois anos.

Prasek construiu um cercado no quintal de casa onde morava com a família e mantinha o casal de leões. Os vizinhos, que viviam incomodados com a situação, fizeram uma denúncia as autoridades locais. A intervenção que eles esperavam não aconteceu.

Michal não tinha conseguido licenças para construir as jaulas e na época acabou multado. Mas a fiscalização não encontrou razões legais para forçá-lo a desistir de ter os bichos em casa.

Dois motivos pesaram nessa decisão. Primeiro foi a impossibilidade de alojar os leões em outro lugar da cidade por falta de instalações. O segundo foi a constatação que os felinos eram muito bem tratados e não tinha como levá-los à força.

 

Leão mata o dono que criava casal de felinos no quintal da residência(Foto Youtube)  

 

O primeiro susto em um passeio

 

Os vizinhos declararam à imprensa local que chegaram a ver em algumas ocasiões Prasek passeando pelos arredores da casa com a leoa presa em uma coleira de aço.

Em uma das voltinhas com a fera, no verão passado, Michal se envolveu em uma confusão. Um ciclista de 38 anos, que passava pelo local, trombou com o animal e foi arranhado pela leoa. Ele precisou ser atendido em um posto de saúde, mas as autoridades trataram o episódio como um "acidente de trânsito". O caso ganhou as manchetes dos jornais locais.

Na terça-feira (04/03), o desfecho da história foi bem diferente. A única versão que está sendo contada é a do pai de Prasek. Ele diz que quando encontrou o filho, Michal já estava morto, com o corpo dilacerado pelo animal. O ataque do leão aconteceu no interior da jaula. Não se sabe porque a fechadura da porta estava fechada pelo lado de dentro.

A polícia de Brno foi chamada e ao chegar a propriedade constatou que o dono do leão já estava sem vida. O problema seguinte era retirar o corpo do cercado construído pelo próprio Prasek. Os agentes decidiram ligar para o conselho de especialistas do zoológico de Zlin, que fica a cerca de 50 quilômetros do local, pedindo orientação sobre como deveriam proceder. A recomendação que eles receberam foi para abater os dois animais.

Os leões, mesmo vivendo em compartimentos separados, foram mortos a tiros pela polícia. De acordo com o site Novinky.cz, apesar de estar prenha de quatro meses a fêmea não foi poupada. Um porta-voz da polícia disse que foi "absolutamente necessário" matar os animais para conseguir se chegar ao homem.

Michal Prasek tinha 33 anos. O corpo foi levado para autópsia para confirmar a causa da morte.

 

Leão mata o dono que criava casal de felinos no quintal da residência(Foto Youtube) 

 

No Colorado quem se deu mal foi o leão

 

Um dia antes do caso da República Tcheca, um atleta também foi atacado quando corria pelas colinas do Espaço Aberto da Montanha Horsetooth, no Estado americano do Colorado. O parque fica localizado cerca de 105 quilômetros a noroeste de Denver.

O homem, que não teve a identidade revelada, seguia em uma trilha do cume ocidental. O leão-das-montanhas teria feito um ataque por trás, mordendo e arranhando o rosto, as costas, as pernas e os braços da vítima. Mesmo bastante ferido o corredor conseguir revidar e lutar contra o animal, segundo o Colorado Parks and Wildlife, departamento que cuida do parque.

Desta vez, o animal acabou morto. Como o atleta conseguiu derrotar o leão apenas com as mãos ninguém consegue explicar. Ele não teria usado nenhum objeto para se defender, nem mesmo pedras.

Em um comunicado oficial, o departamento relatou que o animal era "juvenil", o que aumentou as chances de sobrevivência do homem. Mas o estrago não foi pequeno. O corredor saiu com "lesões graves", embora sem risco de morte, e ainda conseguiu ir para um hospital na região.

A Agência de Parques e Vida Selvagem do Colorado (CPW) e o Departamento de Recursos Naturais (DNR), do condado de Larimer, divulgaram uma nota afirmando que ataques desse tipo "são extremamente raros", com "menos de 20 fatalidades nos últimos 100 anos na América do Norte".

As autoridades disseram que o caso está sendo investigado, mas que o homem agiu em legítima defesa. "O corredor fez tudo que podia para salvar a vida", disse Mark Leslie, gerente regional do CPW. "No caso de um ataque de leão, você tem que fazer tudo que puder para reagir, como esse senhor fez", completou Leslie.

O leão foi encontrado perto da trilha, junto aos objetos pessoais abandonados pelo corredor. Um laboratório do CPW se encarregou de fazer a necropsia no corpo do animal, afirmaram as autoridades.

 

Leão mata o dono que criava casal de felinos no quintal da residência(Foto Pixabay: apenas ilustrativa)

 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Leão mata o dono que criava casal de felinos no quintal da residência

Enviando Comentário Fechar :/