Uma hora depois da relação, ela teve quadros de diarreia e tontura
Mulher com alergia à penicilina entra em choque anafilático depois de fazer sexo

‌A notícia foi divulgada pelo site Daily Mail. Não ficou claro quando o fato aconteceu, nem a identidade do casal foi divulgada por questões óbvias. O fato ocorreu na cidade americana de Baltimore.

A mulher, de 46 anos, teve que ser internada às pressas após sofrer uma reação alérgica que desencadeou um grande mal-estar. No hospital Sinal, ao ser atendida, ela explicou que tinha alergia severa à penicilina, mas garantiu não ter ingerido o antibiótico ou consumido alimento incomum.

Os médicos presumiram que se tratava de um quadro de sepse porque a pressão arterial havia caído para níveis extremamente baixos com risco iminente de morte.

A paciente precisou tomar injeções intravenosas a base de medicamentos que ajudassem seu coração a continuar a bombear o sangue pelo corpo. Doses de antibióticos também foram usadas para combater uma possível infecção grave.

Mas os exames feitos na sequência ajudaram a desvendar o mistério. Não havia infecção. A mulher tinha sofrido um choque anafilático - uma reação exagerada do sistema imunológico a uma substância que, erroneamente, considera prejudicial.

O choque anafilático faz ainda com que a pressão arterial caia repentinamente e as vias aéreas do paciente se estreitem, bloqueando a respiração.

O passo seguinte foi tentar entender o que teria acontecido com a paciente para o organismo dela ter reagido dessa forma. Ao ser perguntada como tinham sido suas últimas horas, a mulher contou aos médicos que havia mantido relação sexual com o marido antes de se sentir mal. Ele não tinha usado preservativo.

Foi assim que a história começou a ser esclarecida.

Os médicos descobriram que o homem havia tomado nafcilina, uma forma de penicilina, para tratar uma infecção cardíaca. De acordo com a equipe que acompanhou o caso, a substância foi transferida para a mulher através do sêmen.

Uma hora depois da relação, ela começou a suar profundamente, teve quadros de diarreia e tontura e surgiram manchas na pele. Com as injeções de adrenalina, a paciente se recuperou rapidamente.

No dia seguinte recebeu alta hospitalar, com recomendações para não fazer sexo com o marido por, pelo menos, uma semana depois que ele terminasse o tratamento com antibióticos.

 

Outros casos no mundo

 

O episódio de Baltimore de "transferência seminal de nafcilina", que foi publicado no The American Journal of Medicine é pelo menos o terceiro que a medicina tem notícia.

Segundo os médicos que escrevem os artigos da revista, as penicilinas, assim como outros antibióticos, são conhecidas por se concentrarem no sêmen humano, e podem ser absorvidas pela vagina.

Eles alertam que médicos e farmacêuticos precisam estar cientes dos riscos potenciais de prescrever medicamentos às pessoas se seus parceiros tiverem alergias.

Em um dos textos da revista, os autores disseram que "embora as reações anafiláticas secundárias à transferência seminal de alérgenos sejam extremamente raras, o médico prescritor deve levar em consideração os riscos de reações alérgicas e efeitos colaterais adversos, não apenas para o paciente, mas também para a família".

Em março, uma espanhola de 31 anos entrou em choque anafilático após fazer sexo oral com seu namorado. A mulher de Alicante engoliu o sêmen do parceiro e depois começou a vomitar e apresentou dificuldades para respirar. Ela teve uma reação alérgica à amoxicilina, outro antibiótico à base de penicilina.

O namorado dela tomava o medicamento para tratar uma infecção no ouvido.

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Mulher com alergia à penicilina entra em choque anafilático depois de fazer sexo

Já temos 2 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Lucio Je

Lucio Je

Tá escrito errado! É que o nome do cara era Cilina ela tinha alergia era do penisdocilina, peniscilina!
★★★★★DIA 11.11.19 10h23RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Lúcio, brincadeiras à parte, muitos desconhecem os riscos para que tem alergia severa à penicilina. Uma dessas pessoas pode estar muito mais próxima da nossa convivência do que a gente imagina. Vários médicos que foram ouvidos quando escrevi o texto, se mostraram surpreendidos. Obrigado por acompanhar o blog e volte sempre. Grande abraço.

★★★★★DIA 11.11.19 10h33RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/