No Nepal é assim até hoje, a mulher quando entra “nos dias” tem que ser afastada de todo mundo. Enclausurada com dois filhos, Amba Bohara acabou morrendo em uma cabana sufocada
Mulher e dois filhos morrem porque a mãe ficou menstruada

Faz parte da cultura do Nepal. O país fica na Ásia e mantém costumes seculares. Mulher quando fica menstruada não pode viver junto da sociedade e tem que ser afastada, porque é considerada impura. Foi em uma barbaridade dessas que aconteceu a tragédia. Pior que não é um caso isolado. Pelo menos mais três mulheres perderam a vida recentemente de forma parecida. E ninguém acaba responsabilizado pelas atrocidades.

Amba Bohara tinha 35 anos e dois filhos. A mulher menstruou mais uma vez e foi obrigada a se afastar da tribo onde morava.

O refúgio escolhido por ela foi uma cabana de barro e sem ventilação. Como fazia frio, a mãe resolveu improvisar uma porta de palha e acendeu uma fogueira no interior do abrigo.

No dia seguinte os três foram encontrados mortos. A polícia acredita que por sufocamento, já que não ventilava no interior da estufa que o trio se encontrava.

A tradição no Nepal chamada de "chhaupadi" é um costume hindu antigo. Em 2005, foi abolida em boa parte do país, mas em alguns territórios continua valendo.

No período em que fica menstruada, a mulher não pode ter nenhum contato com outras pessoas.

Foi o que aconteceu com Amba. Ela foi obrigada a sair de casa com os dois filhos. Os três buscaram se alojar em uma cabana sem janelas, segundo informou a polícia.

 

Uma estatística que engrossa constantemente

 

A família Bohara é a vítima mais recente do "chhaupadi". O antigo costume hindu foi banido por lei no país há mais de uma década, mas em algumas regiões ele continua velando.

Durante o período menstrual, mulheres e meninas são obrigadas a deixar suas casas. Normalmente elas se escondem em tocas de animais ou cabanas.

Amba e seus filhos, de 12 e 9 anos, foram parar em uma cabana de lama e pedra na noite de terça-feira. Na manhã seguinte, o sogro da mulher encontrou a nora e os dois netos sem vida no local.

"Eles morreram de sufocamento porque não havia ventilação, e, para cortar o frio, a família fez uma câmera com muito pouca passagem de ar", contou o policial Uddhav Singh Bhat à Thomson Reuters Foundation.

 

O que é o 'chhaupadi'

 

“Cchaupadi” é uma tradição que ainda hoje existe na parte ocidental do Nepal.

As mulheres hindus ficam proibidas de participar de várias atividades durante a menstruação porque são consideradas impuras.

Normalmente elas são isoladas por um período de até 11 dias, quando uma adolescente tem seu primeiro período fértil. Depois a reclusão diminuiu de quatro a sete dias por mês.

Quando vão dar à luz o confinamento dura de 10 a 11 dias. Nesse tempo as mulheres são proibidas de tocar em homens, árvores e de entrar casa.

A dieta também é rígida e restringe o consumo de leite e derivados.

As mulheres devem se alimentar com alimentos secos, sal e arroz. À noite não podem usar cobertores quentes. É permitido apenas um pequeno tapete para se proteger do frio.

Elas são impedidas de ir à escola e desempenhar funções diárias, como tomar banho. Nos abrigos enfrentam perigos como hipotermia, desnutrição, animais peçonhentos e até mesmo abusos. Elas são proibidas de se encontrar com outros integrantes da família durante a menstruação.

A justificativa para todo esse sacrifício está na superstição de impureza durante o período de menstruação. A crença reza que onde uma mulher menstruada toca a vida morre porque elas ficam impuras. Uma árvore, por exemplo, nunca mais vai dar frutos.

Em 2005, a Corte Suprema do Nepal proibiu a pratica da "chhaupadi", mas a tradição persiste em algumas partes do país, como no oeste nepalês. Nos últimos 11 anos pelo menos 10 mulheres morreram.

A região considerada remota coloca a mulher sob risco de sofrer picadas de cobras, ataques de outros animais selvagens e estupro.

Se não deixarem suas casas, as mulheres podem atrair castigos como desastres naturais.

As proibições por parte do governo "implica em penas de três meses de prisão até multas de 3 mil rúpias, cerca de R$ 100".

Mas o costume continua sendo aplicado e gerado muitas mortes. Em 2018, uma mulher morreu sufocada depois de ser expulsa de casa. No ano anterior, uma adolescente foi encontrada morta por picada de bicho.

Como a população se recusa a aceitar as proibições, ativistas de direitos humanos julgam que falta empenho do governo para acabar com a prática "chhaupadi".

 

Mulher e dois filhos morrem porque a mãe ficou menstruada

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Mulher e dois filhos morrem porque a mãe ficou menstruada

Já temos 4 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Rogério Oliveira

Rogério Oliveira

O Mundo ainda não é humano! Tanto lá como cá a ignorância predomina!
★★★★★DIA 11.01.19 12h55RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Rogério, mas a luta tem que ser de todos nós para ajudar a construir uma sociedade melhor. Grande abraço 

★★★★★DIA 11.01.19 15h12RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Edson Nelson

Edson Nelson

Tem de respeitar a diversidade a cultura local, assim com os índios brasileiros podem matar deficientes e gêmeos, é a cultura deles, linda e inocente.
★★★★★DIA 11.01.19 10h57RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Edson, o tomanho do Brasil e a nossa diversdade de cultira é um grande desafio. Como atender a tantos públicos com expectativas igualmente diferentes. A crítima costuma ser exagerada porque deixamos, às vezes, de nos colocar no lugar de que tem a missão de administrar tamanho problema. Mas as derrapadas tem custado desgaste para a empresa. Grande abraço. 

★★★★★DIA 11.01.19 11h05RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/