Se não bastasse a derrota nas urnas, o baixinho tem perdido todas as disputas na justiça
Romário se mete em cada confusão na justiça....

Até para o ex-amigo Dunga o craque da Copa de 94 perdeu. O processo envolvendo os dois era sobre uma insinuação grave da época em que Dunga foi técnico da seleção. O senador acusou o treinador de convocar só jogadores de esquema. Romário tem ainda sofrido a penhora de vários bens por causa de uma dívida de 20 milhões com a falência da boate Café do Gol. Agora o senador está as voltas com o atropelamento de um motociclista em dezembro do ano passado. Para se proteger Romário queria que o caso fosse discutido no STF por ele ser político, mas o ministro Ricardo Lewandowski não acatou o pedido e o Baixinho vai ter que se virar com a justiça comum. Isso tudo no mesmo momento em que o senador sofreu uma derrota acachapante nas urnas ao tentar ser governador no Rio de Janeiro e ainda foi multado por propaganda irregular. A vida não anda nada fácil para quem era acostumado a driblar adversários.

 

Um Porsche que só dá dor de cabeça

 

A resenha do Porsche é cheia de confusão. No final do ano passado uma motocicleta foi derrubada em um acidente envolvendo o veículo. O fato aconteceu no dia 16 de dezembro, na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca. Segundo relatos, o Porsche seria o causador por ter avançado o sinal. O certo nessa história é que Romário estava presente, mas ele não admite que era o condutor do carro. Quem assumiu estar ao volante foi o amigo Marcelo Antônio Soares Wagner, conhecido como Tokão. O problema é que uma testemunha jura que essa versão foi criada, que ela viu a cena toda e garante que o motorista era mesmo Romário. O assunto já deu pano pra manga.

Por causa da testemunha o Ministério Público abriu dois processos. Marcelo responde pelo crime de fraude no local de acidente e Romário por lesão corporal e fraude ao tentar ludibriar autoridade.

Em setembro, um pouco antes da votação do primeiro turno, o ministro Ricardo Lewandowski suspendeu o andamento do processo sob a alegação de que Romário era candidato e determinou a remessa do caso ao Supremo Tribunal Federal. A decisão foi tomada a partir de um pedido do político que alegava ter foro privilegiado. Mas agora, ao analisar o inquérito, Lewandowski considerou que o caso deve permanecer na Justiça do Rio porque não tem relação com o mandato de senador.

"A conduta imputada ao investigado (Romário) não teria sido praticada em razão de suas funções como senador da República, ficando, por consequência, obstado todo e qualquer pronunciamento de mérito pelo STF", escreveu o ministro do STF no despacho.

Durante a campanha ao Governo do Rio, perguntado sobre o episódio, o parlamentar do Podemos deu a seguinte resposta: “Isso aí é mais uma fofoca com o meu nome. Eu não apareço nem no inquérito desse acidente. Se eu sou alguma coisa nesse acidente no máximo o que eu serei é uma testemunha. Meus advogados estão entrando para perguntar exatamente porque eu consto ali como autor desse acidente”.

Romário se mete em cada confusão na justiça....Modelo de Porsche parecido com o do Romário

 

Esse Porsche preto, modelo Macan Turbo, tem dado dor de cabeça para o baixinho. Apesar do senador já ter sido visto pilotando o carro pelas ruas do Rio de Janeiro varias vezes, ele não admite que a máquina seja sua. É bem verdade que o carrão está com a documentação no nome da irmã dele, Zoraidi de Souza Faria. Isso é fato. Mas para a justiça não cola essa história porque tem testemunhas que falam o contrário. E o pior é que a irmã tá carregada de multas no Detran. De dezembro de 2014 até fevereiro de 2018, no sistema do Departamento Estadual de Trânsito constavam 67 multas no Rio, sendo 53 infrações na Barra da Tijuca, bairro onde Romário reside.

 

Carrão acabou confiscado

 

Em agosto o senador ficou sem seu automóvel de luxo. A justiça mandou recolher o xodó do político para abatimento de dívidas com credores. Estima-se que o parlamentar deva cerca de R$ 20 milhões com a falência do Café do Gol.

Romário era sócio da casa noturna que funcionava na Barra e com a quebradeira da boate ele passou a responder na Justiça por pelo menos nove processos que envolvem dívidas de imposto de renda, Cofins e débitos com o Ecad, que arrecada e distribui direitos autorais de músicas.

E não foi só o Porsche avaliado em R$ 350 mil que dançou. Outros dois carros de Romário, cotados em R$ 500 mil, foram apreendidos em julho, um Audi RS6 Avant e um Peugeot Allure.

A justiça penhorou ainda mais dois carros que estão em nome de familiares, um Hyundai Elantra e um Range Rover, uma casa em um condomíno na Barra, que foi comprada por R$ 6,4 milhões e uma lancha. Dois apartamentos do ex-jogador já foram leiloados.

 

Briga com Dunga e mais grana no ralo

 

Romário e Dunga foram grandes parceiros na Copa de 94. A reunião dessa dupla aconteceu de um jeito inusitado.

Enquanto o atacante tinha fama de ser irreverente, avesso a treinos e com um perfil, digamos, controverso, o capitão era o oposto. Dunga sempre foi muito dedicado e profissional. A história conta que a idéia partiu da comissão técnica comandada por Parreira e Zagallo. Os dois jogadores foram escaladas para dividir o mesmo quarto nas concentrações para o capitão "frear" o companheiro. A fórmula deu certo. A seleção ganhou o mundial com Romário jogando muito e sem causar confusão. Dizem que Dunga segurava o craque para o baixinho não aprontar nos treinos e folgas.

 Romário se mete em cada confusão na justiça....Na comemoração do título de 94 em Brasília: Paulo Coelho, Dunga, Lula e Romário

 

Mas o tempo passou, os caminhos foram se afastando e quem nasceu para ser polêmico vai ser assim a vida toda. Na segunda vez que Dunga foi convidado para ser o técnico da seleção, em 2016, o já então senador Romário, inconformado com a escolha do ex-parceiro para o cargo e de Gilmar Rinaldi para diretor de seleções, meteu a boca na imprensa com uma insinuação gravíssima. O político “acusou” o treinador de dar preferência nas convocações a jogadores que eram empresariados por Gilmar Rinaldi. Em uma entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport ele mandou essa:

"Não se convoca mais os melhores, há interesses por trás. O diretor é Gilmar Rinaldi, que, até um dia antes de sua nomeação, era um agente de jogadores. Você viu a convocação? Todos pertencem aos empresários que lucram com convocações. É evidente para todos."

Baita confusão.

Claro que o treinador não gostou. Dunga e Gilmar Rinaldi foram até o Comissão de Ética do Senado para reclamar do parlamentar e ainda entraram com uma queixa-crime no STF por ofensas.

Mas não deu em nada. Ambos os procedimentos foram arquivados por conta da imunidade parlamentar.

Aí foi a vez Romário contra atacar. O Baixinho decidiu processar o ex-amigo, pedindo uma indenização de 500 mil reais por danos morais. O caso rolou de um lado para o outro durante anos. Há um mês saiu a decisão final. Sabe aquela história de que o feitiço virou contra o feiticeiro? Pois é, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal acabou definindo que Romário deve pagar 93 mil reais a Dunga entre multas e custos do processo. Isso foi em última instância, portanto, não cabe mais recurso.

 

A derrota por goleada na política

 

Na política a vida do senador ia muito bem até meados de setembro. Romário aparecia em todas as pesquisas para a eleição de governador do Rio de Janeiro em primeiro lugar e como um nome certo no segundo turno ao lado do ex-prefeito Eduardo Paes. Mas aí vieram os debates na TV e o desempenho do senador foi pífio. Romário se atrapalhou com perguntas sobre o que ele pensava sobre economia, educação, saúde, planejamento.... o próprio craque reconheceu que não foi bem. O reflexo veio nas urnas que deram um cartão vermelho para o político Romário. Ele foi atropelado pelos candidatos Wilson Witzel, Eduardo Paes e Tarcísio Motta e ficou apenas em quarto lugar.

Se não bastasse a derrota fragorosa, Romário ainda foi condenado a pagar uma muita de 5 mil reais por usar de forma ilegal a internet, se apresentando candidato a governador antes do prazo definido por lei.

Se você acha que a sua vida anda cheia de problemas imagina a do Romário.

 

Romário se mete em cada confusão na justiça....

 

 

 

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Romário se mete em cada confusão na justiça....

Já temos 4 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Eugênio Moreira

Eugênio Moreira

Nunca comprei essa de "Romário, um bom político". Depois de aprontar o que aprontou na carreira de jogador, iria se tornar "bom mocinho"???
★★★★★DIA 07.11.18 17h33RESPONDER
Guilherme Mendes
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Eugênio, o pior é que o Romário vai desperdiçando todas as oportunidades que a vida deu a ele. Grande abraço e apareça sempre por aqui. 

★★★★★DIA 07.11.18 19h32RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Marcia Mendes

Marcia Mendes

Eta Baixinho para arrumar confusão
★★★★★DIA 06.11.18 21h59RESPONDER
Guilherme Mendes
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme Mendes

Guilherme Mendes

Uma pena um ídolo se perder com equívocos. Ele poderia ser um bom exemplo para os jovens. 

★★★★★DIA 06.11.18 22h07RESPONDER
Marcia Mendes
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/