Celestino Denardin usava os computadores da Câmara de Braganey para acessar os sites de pornografia
Vereador vai ter que pagar R$ 30 mil de multa por assistir filmes pornôs na Câmara

Braganey é uma cidade do oeste paranaense, com cerca de 6 mil habitantes. O municipio fica a de 50 km de Cascavel e a aproximadamente 500 km de distância de Curitiba. A Câmara Municipal tem apenas nove vereadores, oito homens e uma mulher. Entre os escolhidos pela população na última eleição para integrar o legislativo local está o senhor Celestino Denardin, mais conhecido como Professor Celestino.

 

Vereador vai ter que pagar R$ 30 mil de multa por assistir filmes pornôs na Câmara

 

O político, que pertence ao PSD, foi pego com a boca na botija navegando por sites de pornografia usando um computador da casa. Como a Câmara da cidade não tem gabinetes individualizados para os vereadores, todos compartilham os mesmos espaços, inclusive os equipamentos. Os servidores também. Foi aí que Celestino se deu mal.

No meio do expediente, Denardin acessava conteúdo pornô na internet. Quando outra pessoa usava o mesmo computador apareciam, como principais sugestões, sites similares aos visitados pelo parlamentar.

Os funcionários se sentiram incomodados e avisaram ao presidente da casa, Adriano da Silva.

"Não houve flagra", disse Adriano ao Paraná Portal. "Funcionários que compartilhavam o computador notaram conteúdos suspeitos e acharam que se tratava de um vírus. Ao consultarem o histórico de navegação, perceberam que a situação acontecia há alguns meses", completou.

A primeira decisão do parlamento foi acionar o departamento jurídico da Câmara. Os assessores sugeriram que o caso deveria ser levado até o Ministério Público da Comarca de Corbélia.

Não demorou muito para o Promotor de Justiça tomar uma providência. No dia seguinte, o representante do MP foi até Braganey acompanhado de outros dois servidores. Ao vasculhar o histórico do navegador do computador da Câmara, a turma encontrou o rastro deixado pelo vereador.

Depois de abrir um inquérito civil, e com a comprovação da má conduta, o Promotor aplicou uma multa de R$ 30 mil em Celestino Denardin. Através da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o vereador ainda se comprometeu em não visitar mais sites de pornografia usando os computadores da Câmara.

Apesar da medida, a população da cidade se revoltou com o comportamento de Celestino. Eles agora querem que Denardin seja punido também pelos companheiros de legislativo.

"A Comissão de Ética está analisando", respondeu o presidente quando foi perguntado sobre um possível impeachment.

Para tentar acalmar os ânimos, o presidente da Câmara de Vereadores mandou publicar uma nota de esclarecimento no site da Casa na última terça-feira, dia 20 de agosto. No texto está escrito o seguinte:

"Cabe destacar que, considerando o Regime Interno da casa, a conduta do vereador pode gerar a quebra de decoro parlamentar.

Assim, faz saber, que a Câmara de Vereadores de Braganey, tomará todas as providências pertinentes, não sendo conivente de forma alguma com as condutas imorais praticadas por qualquer um dos vereadores que compõe o corpo legislativo deste município".

O vereador Celestino Denardin ainda não deu nenhuma declaração pública sobre o fato.

 

Vereador vai ter que pagar R$ 30 mil de multa por assistir filmes pornôs na Câmara

Veja também

Olá, deixe seu comentário para Vereador vai ter que pagar R$ 30 mil de multa por assistir filmes pornôs na Câmara

Enviando Comentário Fechar :/